10 Exercícios que os homens devem evitar

 

Conforme já relatei em posts anteriores, exercício aeróbico de no mínimo 150 minutos por semana, complementado pelos exercícios de resistência 2 a 3x por semana, ajudam a manter a saúde cardiovascular. Veja mais detalhes no link de Recomendação de Exercícios

Entretanto, devemos tomar cuidados ao fazer alguns exercícios que podem levar a lesões ou dores nos ombros, costas e joelhos.

Continue lendo

Como aumentar o HDL (colesterol bom)?

AdobeStock---EXERCICIO-DE-RESISTÊNCIA---FOR-WEB-COM-SÍMBOLO

Como melhorar o HDL?                                                              E consequentemente melhorar a saúde e a qualidade de vida

Hoje vou fazer um texto mais informal, vou conversar a respeito do HDL. Nem todos sabem que o HDL é o colesterol bom. Um paciente me falou que seu médico uma vez lhe disse: “se o HDL estivesse bom, Hoje Deus Livra (H.D.L) e se o LDL estive ruim Logo Deus Leva (L.D.L)”. Achei um pouco exagerado, mas com certeza foi um método bom para memorizar a diferenciação entre o colesterol ruim e o colesterol bom. E realmente, ter um colesterol bom é algo ótimo para prevenção de doenças cardiovasculares precoces.

Vamos fazer com se fosse uma conversa e passar sobre alguns pontos importantes a respeito de aumentar o HDL

Continue lendo

Exercício Físico no Tratamento e Prevenção de Hipertensão

Meu médico me orientou:  Atividade física regular.

AdobeStock_296091271.jpeg
Exercício físico – Como começar? Qual duração? Qual intensidade?

E agora? Qual a “dose” mínima recomendada de exercício físico?

Todas as principais diretrizes atuais de Hipertensão Arterial recomendam um mínimo de:

150 minutos de exercício físico aeróbico* de intensidade moderada por semana.

*Aeróbico (caminhada, natação, ciclismo, corrida, entre outros).

Exercício físico aeróbico

O que seria atividade física de intensidade moderada?

 

Existem fórmulas que levam em consideração a frequência cardíaca máxima ou uma porcentagem do pico de VO². Entretanto, para muitos pacientes, esses termos não são práticos.

De forma mais prática:

  • Intensidade vigorosa – O indivíduo consegue falar somente poucas palavras sem tomar uma pausa para respirar.
  • Intensidade moderada – Na Diretriz Brasileira de Hipertensão uma das definições é: Maior intensidade conseguindo conversar (sem ficar ofegante).

 

Em conclusão, se você está se sentindo cansado, mas ainda consegue conversar, provavelmente estará em um nível de atividade física moderada. Se você já chegou a um nível em que está ofegante e somente consegue dizer algumas palavras, sem ter que tomar pausa para respirar, provavelmente estará fazendo um exercício vigoroso.

Isso me lembra algo que li há muito tempo, no livro, A Semente da Vitória – do Nuno Cobra – ex-preparador físico do Ayrton Sena. Ele escreveu que se você não está conseguindo completar uma frase em um único fôlego, e cita como exemplo “Estou para lá de Pindamonhangaba”, deve diminuir a intensidade.

Obviamente não são recomendações para atletas, cujos treinos são diferenciados. Essas informações servem para aqueles que ouviram seu médico recomendar “Faça atividade física”, mas não sabem a “dose” (intensidade e duração). Fica a breve dica.

Nota adicional: Além do exercício aeróbico, exercícios de resistência 2 a 3 vezes por semana também são recomendados.

AdobeStock_174212531.jpeg
Exercício físico de resistência 02 a 03 vezes por semana

 

Não tenho tempo para completar os 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada, alguma solução?

Nesse caso, se o seu médico liberar, você provavelmente terá o mesmo benefício de prevenção de hipertensão ou melhora dos níveis pressóricos, se fizer 75 minutos de atividade física vigorosa por semana, ou realizar um mix equivalente entre os dois.

 

Seguir Minha Página Profissional no Facebook =>  https://www.facebook.com/doutorotsuzi/

 

 

Anticoncepcionais Orais no Pré-Operatório

Os Anticoncepcionais Orais são estatisticamente a causa mais frequente de trombose venosa em mulheres jovens, devido ao seu amplo uso. O risco de trombose aumenta após 04 meses do início e retorna ao valor inicial 03 meses após a suspensão do medicamento. A cirurgia por si só já é um fator de risco para trombose venosa e esse risco se agrava com o uso de Anticoncepcional Oral Combinado.

Anticoncepcionais.JPG
Pílula anticoncepcional e o risco de trombose venosa na cirurgia

 

Os Anticoncepcionais Orais (ACO) contendo altos níveis de estrógeno (≥35 mcg) tem um maior risco de tromboembolismo do que os ACO com baixo nível (≤30 mcg). No entanto, mesmo as pílulas com menor teor de estrogênio estão associadas a um risco aumentado de trombose venosa.

Pulmonary tromboembolismo.JPG
Trombose venosa profunda (TVP) na perna pode levar a um tromboembolismo pulmonar, também conhecido como TEP

Continuar ou parar o anticoncepcional antes da cirurgia?

Continue lendo

Doutor, minha Pressão Arterial está boa?

Figura - Medindo a pressão arterial

Pergunta muito comum no meu dia a dia de consultório. Frequentemente após aferir a Pressão Arterial, informo o resultado e logo ouço: “Como está minha pressão?”

“Qual a pressão considerada normal?”

Eu acho muito bom esse interesse dos pacientes, afinal a Hipertensão Arterial é considerada um dos maiores problemas de saúde no mundo todo, com cerca de 01 bilhão de pessoas afetadas. Um número imenso!

É também uma das doenças mais estudadas mundialmente, com claro benefício em realizar PREVENÇÃO e que por diversas vezes surgem novos conceitos e diretrizes de diagnóstico e tratamento.

A preocupação com Pressão Alta é um dos maiores motivos de procura por consultas cardiológicas, e por tudo isso, tenho dado prioridade no meu foco de estudos, para manter-me bem atualizado. Confesso que desde minha primeira aula de anatomia em 2002, em que vi corações danificados pela Hipertensão Arterial Crônica, muita coisa mudou, principalmente nos últimos 04 anos.

Dessa forma, utilizando como referência a VII Diretriz Brasileira de Hipertensão da Sociedade Brasileira de Cardiologia, vamos às respostas  para as perguntas relatadas acima:

A pressão arterial em adultos considerada normal é menor ou igual a 120 por 80 (≤ 120/80 mmHg), também conhecida pelo famoso “12 por 08”.

Alguns exemplos de pressão arterial NORMAL:  110/70 mmHg, 115/75 mmHg, entre outras.

Valores acima de 120 por 80 não são mais considerados normais (maiores detalhes ao longo do texto).

Atualmente, adultos com pressão sistólica de 121 mmHg até 129 mmHg e/ou pressão diastólica de 81 mmHg até 89 mmHg são considerados PRÉ-HIPERTENSOS.

Alguns exemplos de pressão arterial classificada com Pré-Hipertensão: 120/85 mmHg, 130/80 mmHg, entre outras.

E qual o valor de pressão arterial para considerar Hipertensão?

 

Nesse caso, atualmente temos controvérsias entre o Guideline Americano de 2017, a Diretriz Brasileira de 2016, e o Guideline Europeu de 2018.

Continue lendo

Cruzeiros, Viagens e Motion Sickness

Hoje vou passar algumas informações para aqueles que estão planejando alguma viagem, por exemplo um cruzeiro, e temem passar mal.

Esse texto visa ajudar aqueles que já tiveram alguma experiência ruim, devido a síndrome de motion sickness.

O exemplo mais clássico de motion sickness é o enjôo que algumas pessoas sentem em viagens marítimas. Por curiosidade, descobri que a palavra náuseas é derivado da palavra grega para navio (naus). É algo tão comum que já havia sido descrito por Hippocrates.

Motion sickness não é considerado uma doença, pois pode ser induzida em praticamente quase todos os indivíduos. A variabilidade entre as pessoas é enorme, algumas desenvolvem sintomas com uma mínima provocação, enquanto outras tem uma resistência grande.

 

Em um estudo com cerca de 20 mil pessoas em viagens marítimas: 

  • 20% se sentiram ligeiramente mal 
  • 04% se sentiram “quite ill”
  • 04% se sentiram “dreadfull ill”
  • 02% apresentaram vômitos 

Continue lendo