Vitaminas, Minerais e Suplementos

Quais as diferenças entre os tipos de magnésio?

O magnésio é um mineral essencial para o bom funcionamento do nosso organismo, atuando em diversas funções vitais, como a síntese de proteínas, produção de energia e manutenção da saúde óssea.

Existem diferentes tipos de magnésio disponíveis no mercado, e neste artigo, vamos explorar as principais diferenças entre eles.

Anúncio

1. Magnésio quelado

O magnésio quelado é uma forma de magnésio ligado a aminoácidos, o que facilita a sua absorção pelo organismo. Entre os tipos de magnésio quelado, destacam-se:

  • Bisglicinato de magnésio: possui alta biodisponibilidade e é uma das melhores opções para quem busca suplementação de magnésio. É bem tolerado pelo sistema digestivo e apresenta baixa incidência de efeitos colaterais.
  • Malato de magnésio: é uma combinação de magnésio com ácido málico, que auxilia na produção de energia e redução da fadiga. É uma boa opção para pessoas que sofrem de fibromialgia e síndrome da fadiga crônica.

2. Magnésio inorgânico

Os sais inorgânicos de magnésio têm menor biodisponibilidade em comparação aos quelatos, mas ainda podem ser úteis em algumas situações. Entre eles, encontram-se:

  • Óxido de magnésio: é o tipo de magnésio com maior concentração do mineral, porém sua absorção é mais baixa. Pode ser utilizado como laxante e para aliviar azia e indigestão.
  • Sulfato de magnésio: também conhecido como sal amargo, é utilizado principalmente como laxante e para relaxamento muscular em banhos.

3. Magnésio orgânico

Os compostos orgânicos de magnésio possuem maior solubilidade e melhor absorção pelo organismo. Dentre as opções disponíveis, destacam-se:

  • Citrato de magnésio: é formado pela combinação de magnésio com ácido cítrico, resultando em um produto com boa biodisponibilidade e eficácia na prevenção de cálculos renais.
  • Lactato de magnésio: é um composto de magnésio com ácido láctico, muito utilizado em casos de deficiência de magnésio e como suplemento alimentar.

4. Outros tipos de magnésio

Há ainda outras formas de magnésio que podem ser encontradas no mercado, como:

  • Taurato de magnésio: combina magnésio e taurina, um aminoácido que atua no sistema nervoso e muscular.
  • Treonato de magnésio: possui a capacidade de atravessar a barreira hematoencefálica, podendo ajudar na função cognitiva e a saúde do cérebro, em quem tem deficiência desse mineral.

Como escolher o melhor tipo de magnésio

A escolha do tipo de magnésio mais adequado dependerá das necessidades individuais e das condições de saúde de cada pessoa. É fundamental consultar um profissional de saúde, como médico ou nutricionista, antes de iniciar a suplementação de magnésio, a fim de obter orientações específicas e personalizadas.

Para saber mais sobre como escolher o tipo de magnésio, acesse vídeo em que o autor desse post e cardiologista Dr. Rafael Otsuzi explica com mais detalhes qual tipo de magnésio escolher. Acesse agora para entender melhor este mineral essencial e suas aplicações médicas.


Considerações importantes ao suplementar magnésio

Ao escolher um suplemento de magnésio, é importante considerar alguns aspectos, como:

  • Biodisponibilidade: opte por produtos com maior biodisponibilidade, ou seja, com maior capacidade de serem absorvidos pelo organismo. Geralmente, os compostos orgânicos e quelatos apresentam melhor absorção.
  • Tolerância digestiva: alguns tipos de magnésio podem causar desconforto gastrointestinal, como diarreia e gases. Nesses casos, é importante escolher uma forma de magnésio que seja mais bem tolerada pelo sistema digestivo, como o bisglicinato de magnésio.
  • Necessidades específicas: dependendo das condições de saúde, pode ser necessário optar por um tipo específico de magnésio. Por exemplo, o treonato de magnésio é indicado para tentar melhorar a função cognitiva, enquanto o dimalato de magnésio pode ser mais adequado para dores e fadiga.


Para saber mais sobre como escolher o tipo de magnésio, acesse vídeo em que o autor desse post e cardiologista Dr. Rafael Otsuzi explica com mais detalhes qual tipo de magnésio escolher. Acesse agora para entender melhor este mineral essencial e suas aplicações médicas.



O que é Magnésio Dimalato?

O magnésio dimalato é uma forma de magnésio quelado, ou seja, é uma combinação de magnésio com ácido málico.

O ácido málico é uma substância orgânica presente em muitas frutas e vegetais, sendo conhecido por seu papel no ciclo de Krebs, responsável pela produção de energia celular.

Essa combinação tem como resultado uma forma de magnésio com maior biodisponibilidade e eficácia.


Perguntas frequentes sobre Magnésio malato

Para que serve o magnésio malato?

O magnésio malato é utilizado para suplementação de magnésio, essencial para o bom funcionamento do organismo. Ele ajuda a melhorar a produção de energia, a saúde óssea, a função muscular, a síntese de proteínas e a regulação dos níveis de cálcio no corpo.

Também pode ser benéfico para pessoas com fibromialgia e síndrome da fadiga crônica, pois o ácido málico contribui para a redução da fadiga.

Quais são as principais vantagens do magnésio malato em comparação a outras formas de magnésio?

O magnésio malato apresenta uma maior biodisponibilidade em comparação a outras formas de magnésio, o que significa que é mais facilmente absorvido pelo organismo. Além disso, devido à presença do ácido málico, pode ser mais eficaz no alívio da fadiga e na melhoria da produção de energia celular.

Como tomar magnésio malato?

A dose recomendada de magnésio dimalato varia conforme as necessidades individuais e as condições de saúde específicas. É importante consultar um profissional de saúde, como médico ou nutricionista, antes de iniciar a suplementação, para obter orientações personalizadas.

O magnésio malato tem efeitos colaterais?

O magnésio dimalato é geralmente bem tolerado, mas em doses excessivas pode causar efeitos colaterais, como diarreia, cólicas abdominais e náuseas. Para evitar esses efeitos, siga as recomendações de dosagem fornecidas por um profissional de saúde.

Quem pode se beneficiar do uso de magnésio malato?

Pessoas com deficiência de magnésio, indivíduos que sofrem de fibromialgia, síndrome da fadiga crônica ou que desejam melhorar a produção de energia celular podem se beneficiar da suplementação de magnésio dimalato. No entanto, é essencial consultar um profissional de saúde antes de iniciar a suplementação.

Onde Encontrar o Magnésio Malato (Magnésio Quelado)?

Olá! Para verificar avaliações e preços do Magnésio Malato (magnésio quelado) basta seguir o link abaixo:

https://gtdigital.online/suplementos-de-magnesio-malato-e-dimalato-qual-escolher/


Conclusão

Existem diversos tipos de magnésio no mercado, cada um com características e indicações específicas. Para escolher o tipo mais adequado às suas necessidades, é fundamental consultar um profissional de saúde e analisar aspectos como biodisponibilidade, tolerância digestiva e condições de saúde específicas. A suplementação de magnésio pode trazer diversos benefícios para a saúde, desde que realizada de forma adequada e sob orientação profissional.


Em seu mais recente vídeo, o Dr. Rafael Otsuzi compartilha insights valiosos sobre a importância dos minerais essenciais, como magnésio, potássio, cálcio e sódio, para a saúde do coração. Além disso, ele traz sua experiência prática no uso desses minerais em situações críticas de urgência e emergência. Não perca esta oportunidade única de aprender com um especialista e entender como manter seu coração forte e saudável. Assista agora!

Referências:

  1. de Baaij, J. H. F., Hoenderop, J. G. J., & Bindels, R. J. M. (2015). Magnesium in man: implications for health and disease. Physiological reviews, 95(1), 1-46.
  2. Rosanoff, A., & Dai, Q. (2013). Essential Nutrient Interactions: Does Low or Suboptimal Magnesium Status Interact with Vitamin D and/or Calcium Status?. Advances in Nutrition, 7(1), 25-43.
  3. Vormann, J. (2003). Magnesium: nutrition and metabolism. Molecular aspects of medicine, 24(1-3), 27-37.

Dr. Rafael Vinícius Otsuzi Médico pela Universidade de São Paulo - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Residência Médica: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - HC - FMRP USP Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) Título de Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

Ver comentários

  • Tenho diabetes tipo 2 gestacional a 20 anos tenho 61 e n consigo controlar bem os níveis de glicose e comecei a usar o magnésio dimalato isso me ajudará?

    • Prezada Suely,

      Agradeço seu contato e interesse em entender mais sobre o uso de magnésio dimalato para o controle da diabetes tipo 2. Com base na sua pergunta, compartilho algumas informações importantes:

      Magnésio Dimalato e Diabetes Tipo 2
      Relação com a Diabetes: O magnésio desempenha um papel fundamental na regulação da insulina e no metabolismo da glicose. Estudos sugerem que níveis adequados de magnésio podem ajudar a melhorar o controle da glicose em pessoas com diabetes tipo 2.
      Suplementação de Magnésio: A suplementação com magnésio, como o magnésio dimalato, pode ser benéfica para pessoas com diabetes tipo 2, especialmente aquelas com deficiência de magnésio. No entanto, é essencial consultar um médico para avaliar a necessidade e a dosagem adequada de suplementação. Recomendações Finais
      Consulta Médica: É fundamental consultar um médico antes de iniciar a suplementação de magnésio, para avaliar suas necessidades individuais e a adequação deste suplemento ao seu plano de tratamento para diabetes tipo 2.
      Manejo Integrado da Diabetes: Lembre-se de que o manejo eficaz da diabetes inclui uma dieta equilibrada, exercícios regulares, monitoramento da glicose, e, em alguns casos, medicação.
      Espero que estas informações sejam úteis para você. Para qualquer outra dúvida ou esclarecimento adicional, não hesite em entrar em contato

  • Olá, Sonia!

    Entendo suas dúvidas em relação aos diferentes tipos de magnésio. Vamos esclarecer:

    O magnésio malato é uma combinação de ácido málico e magnésio. É frequentemente recomendado para pessoas que precisam de um impulso de energia, já que o ácido málico está envolvido na produção de energia nas células.

    Por outro lado, o magnésio dimalato é uma forma de magnésio que também inclui ácido málico, mas em uma proporção diferente, tornando-o uma opção de absorção mais eficiente.

    Ambas as formas são benéficas e a escolha entre elas pode depender de suas necessidades específicas. Por exemplo, se você está buscando um reforço de energia, o magnésio malato pode ser mais apropriado. No entanto, para uma absorção otimizada, o dimalato pode ser uma escolha melhor.

    Recomendo que você também dê uma olhada neste artigo: Benefícios do Magnésio, que fornece informações adicionais

    Espero que isso ajude, Sonia! Se tiver mais dúvidas, fique à vontade para perguntar.

    Atenciosamente,

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Compartilhar
Publicado por
Tags: bisglicinato de magnésio citrato de magnésio magnésio magnésio malato magnésio quelado sulfato de magnésio suplementação de magnésio suplementos home tipos de magnésio treonato de magnésio

Postagens recentes

  • Medicina e Saúde

Aproveite o Sol e Alimentos Ricos em Vitamina D

Você já parou para pensar no papel vital que a vitamina D desempenha em nossa…

2 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Frutas Cítricas para Aumentar a Absorção de Minerais

Frutas cítricas, com seus sabores vibrantes e aroma fresco, são mais do que apenas um…

3 semanas atrás
  • Medicina e Saúde
  • News
  • Notícias

Água Engarrafada e a contaminação por Nanopartículas de plástico

O estudo recente sobre a presença de nanoplasticos em água engarrafada, publicado no Proceedings of…

4 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Hidradenite: o que é, causas, diagnóstico e tratamento

Hidradenite, frequentemente subestimada e pouco conhecida, é uma condição dermatológica crônica que desafia não apenas…

4 semanas atrás
  • Doenças Infecciosas
  • Medicina e Saúde

Infecção pelo HTLV: Uma visão geral

O vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) é um agente infeccioso que, apesar de…

4 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Pé de Atleta: Compreendendo a micose dos Pés

A Micose dos Pés ou Tinha dos Pés, comumente referida como "Pé de Atleta", é…

4 semanas atrás