Categorias Medicina e Saúde

Dor na Coluna de Causa Reumatológica — Especialistas Explicam

O Dr. Rafael Otsuzi, cardiologista e fundador do site medicina.ribeirao.br, tem a honra de apresentar três convidados especialistas renomados em doenças reumáticas para contribuírem com este artigo:

Dr. Rodrigo de Oliveira, Dra. Carini Otsuzi e Dra. Daniela Moraes.

Anúncio

Eles nos ajudarão a desvendar o mistério por trás de uma condição comum, porém, complexa — a dor na coluna de causa reumatológica. 


O que é a dor na coluna de causa reumatológica?

Segundo o Dr. Rodrigo de Oliveira, reumatologista, “a dor na coluna de causa reumatológica” é uma dor originada devido a condições reumáticas que afetam a coluna vertebral“.

Essas condições podem ser uma série de doenças, incluindo artrite reumatoide, espondilite anquilosante, artrite psoriásica, entre outras.

As doenças reumáticas são caracterizadas por inflamação e dor nas articulações, músculos e/ou fibras que conectam os ossos e músculos.

Prevalência da doença

No Brasil, a prevalência dessa dor na coluna é significativa.

A Dra. Carini Otsuzi, reumatologista, explica:

“Embora não seja possível determinar o número exato de casos, estima-se que milhões de brasileiros sofrem de doenças reumáticas, muitas das quais podem causar dor na coluna”.

Isso faz com que a dor na coluna de causa reumatológica não seja uma doença rara, mas sim, uma condição bastante frequente, que afeta uma parcela significativa da população. 

Sintomas de dor na coluna

Os sintomas da dor na coluna de causa reumatológica podem variar amplamente, dependendo da doença reumática específica e da severidade da condição.

A Dra. Daniela Moraes, reumatologista, afirma:

“Na maioria das vezes, a dor na coluna de causa reumatológica começa insidiosamente. Os sintomas podem variar desde dor leve e rigidez na coluna até dor intensa e incapacitante. Alguns pacientes também podem experimentar fadiga, perda de apetite e perda de peso”. 

Característica Dor na Coluna de Causa Reumatológica — Dor na Coluna de Causa Não Reumatológica

Causa Inflamação das articulações da coluna devido a condições reumáticas, como artrite reumatoide, espondilite anquilosante, entre outras.

Geralmente causada por lesões, tensão muscular, hérnia de disco, ciática, entre outros.

Padrão de Dor: A dor é frequentemente pior ao acordar e melhora com atividade física. Pode ocorrer rigidez matinal. A dor é geralmente pior com atividade física e melhora com repouso. Não costuma haver rigidez matinal. 

Localização da Dor: A dor pode afetar qualquer parte da coluna, mas é mais comum na coluna lombar e na coluna cervical (pescoço). A dor é mais frequentemente localizada na região lombar (parte inferior das costas), mas também pode ocorrer na coluna cervical ou torácica. 

Sintomas Associados: Pode haver sintomas sistêmicos, como fadiga, febre, perda de peso, entre outros. Geralmente não há sintomas sistêmicos associados. 

Tratamento: O tratamento envolve o uso de medicamentos anti-inflamatórios e imunossupressores, fisioterapia e, em alguns casos, cirurgia. O tratamento pode envolver repouso, medicamentos para alívio da dor, fisioterapia e, em alguns casos, cirurgia.

Dra Carine Otsuzi reumatologista, acrescenta:

“É fundamental distinguir entre a dor na coluna de causa reumatológica e não reumatológica, pois o tratamento e o prognóstico podem ser muito diferentes. Se você está sofrendo de dor nas costas, é importante consultar um médico para um diagnóstico correto”.

Sinais de alerta: quando procurar ajuda prioritária

A dor na coluna de causa reumatológica pode ser controlada e gerenciada de forma eficaz com o tratamento adequado.

No entanto, existem certos sinais de alerta, ou “red flags”, que podem indicar a necessidade de atendimento médico prioritário. Estes incluem: 

Dor intensa: A dor que é severa, súbita ou progressivamente piora apesar do repouso e dos medicamentos para a dor pode ser um sinal de uma condição mais séria que precisa de avaliação médica prioritária.

Perda de função: A incapacidade de mover ou sentir uma parte do corpo, como uma perna, pode ser um sinal de uma condição mais grave, como uma fratura ou uma hérnia de disco grave.

Dor noturna: A dor que piora à noite ou que acorda você do sono não é típica da dor na coluna de causa reumatológica e deve ser avaliada por um médico.

Perda de peso inexplicada: A perda de peso sem tentar (sem estar fazendo dieta), especialmente se acompanhada de febre ou dor noturna, pode ser um sinal de uma condição mais séria, como uma infecção ou câncer.

Febre, calafrios ou suores noturnos: Estes sintomas, especialmente se acompanhados de dor nas costas, podem ser um sinal de uma infecção na coluna vertebral.

Alterações na bexiga ou função intestinal: Dificuldade em controlar a bexiga ou o intestino pode ser um sinal de uma condição grave que afeta a coluna vertebral, como a síndrome da cauda equina. 

Se você ou um familiar experimentar algum destes sintomas, é crucial procurar atendimento médico prioritário. Nunca ignore estes “red flags” e lembre-se que a intervenção precoce é a chave para um bom resultado no tratamento. 

Doenças reumatológicas que podem causar dor na coluna

A dor na coluna é um sintoma comum de várias doenças reumatológicas. Entre elas, podemos citar: 

1. Espondilite Anquilosante 

A espondilite anquilosante é uma doença inflamatória crônica que afeta principalmente as articulações da coluna, causando inflamação e dor. Se não for adequadamente tratada, pode levar à fusão da coluna, resultando em uma postura encurvada e diminuição da mobilidade. 

2. Artrite Reumatoide 

Embora a artrite reumatoide seja mais comum nas articulações das mãos e pés, ela também pode afetar a coluna cervical (pescoço). A inflamação da coluna cervical pode causar dor e limitar o movimento do pescoço. 

3. Artrite Psoriásica 

A artrite psoriásica é uma condição que ocorre em algumas pessoas com psoríase, uma doença de pele. Pode afetar qualquer parte do corpo, incluindo a coluna. A inflamação das articulações da coluna pode causar dor e rigidez. 

4. Osteoartrite 

A osteoartrite é uma doença degenerativa das articulações que ocorre quando a cartilagem que protege as extremidades dos ossos se desgasta ao longo do tempo. Embora seja mais comum nas mãos, joelhos, quadris e pés, a osteoartrite também pode afetar a coluna, causando dor e limitação de movimento. 

5. Fibromialgia

A fibromialgia é uma condição crônica caracterizada por dor não inflamatória generalizada, fadiga, distúrbios do sono e sensibilidade ao toque.

Embora a causa exata seja desconhecida, acredita-se que esteja relacionada com fatores neurológicos, genéticos e ambientais.

Não existe cura, mas o tratamento inclui medicamentos, terapias e mudanças no estilo de vida. É mais comum em mulheres e pode ser incapacitante.

Dra Daniela Moraes, reumatologista, destaca:

“Se você está experimentando dor na coluna, é importante procurar atendimento médico. Muitas doenças reumatológicas podem ser gerenciadas eficazmente com o tratamento adequado, melhorando a qualidade de vida do paciente e prevenindo danos adicionais à coluna”. 

“A dor na coluna de causa reumatológica pode ser causada por uma variedade de condições reumáticas”, explica o Dr. Rodrigo de Oliveira. “Essas doenças são geralmente causadas por uma combinação de fatores genéticos e ambientais.

Por exemplo, você pode ter uma predisposição genética para a artrite reumatoide, mas a doença pode não se manifestar a menos que você seja exposto a certos gatilhos ambientais, como fumar ou ter uma infecção”. 

Analogia prática

A Dra. Daniela Moraes, reumatologista, oferece uma analogia mais tangível para entender a dor na coluna de causa reumatológica: “Imagine que o corpo humano seja um prédio majestoso e a coluna vertebral, seja o conjunto de pilares que dá sustentação a essa estrutura.

Em condições normais, nosso sistema imunológico, o ‘engenheiro responsável’, protege e cuida desses pilares contra danos.

No entanto, nas doenças reumatológicas, ocorre como se o ‘engenheiro’ começasse a confundir os materiais, atacando e desgastando os pilares — nossa coluna vertebral.

Esse ‘erro de projeto’ resulta em dor e inflamação, afetando a estabilidade e funcionalidade do prédio, ou seja, do nosso corpo”.

Diagnóstico

O diagnóstico da dor na coluna de causa reumatológica é geralmente feito via uma combinação de exames físicos e histórico médico do paciente.

Em alguns casos, exames de imagem podem ser necessários, como raios-x, ressonância magnética ou tomografia computadorizada. Dra. Carini Otsuzi observa:

“Embora esses exames ajudem a identificar sinais de inflamação e danos na coluna vertebral, o diagnóstico definitivo geralmente requer uma avaliação clínica completa.

É como se estivéssemos montando um quebra-cabeça, onde uniremos peças da história do paciente, do exame físico, e dos exames de imagem e de laboratório.”

Qual médico procurar

Se você suspeita que pode estar sofrendo de dor na coluna de causa reumatológica, o primeiro passo é procurar um médico. O Dr. Rafael Otsuzi aconselha:

“O melhor é buscar a opinião de um reumatologista. Eles são especialistas em doenças reumáticas e são os mais qualificados para diagnosticar e tratar essas condições”.

Exercícios e dicas de prevenção

Manter uma rotina de atividade física regular é uma estratégia fundamental tanto na prevenção quanto no gerenciamento da dor na coluna de causa reumatológica.

Dr. Rodrigo de Oliveira, reumatologista, nos dá uma visão clara e encorajadora sobre isso: “Imagine sua rotina de exercícios como um amigo dedicado, que está sempre lá para fortalecer e apoiar sua coluna vertebral.

Exercícios de baixo impacto, como a natação e a ioga, são como esses amigos calmos, mas resilientes.

Eles ajudam a fortalecer os músculos que cercam e protegem sua coluna, sem adicionar nenhum estresse desnecessário nas articulações”. 

Ele acrescenta, com um tom igualmente otimista, a importância das práticas de relaxamento: “Considere também adicionar técnicas de relaxamento, como meditação, ao seu arsenal de defesa contra a dor na coluna.

Essas práticas funcionam como um refúgio sereno, ajudando a gerenciar o estresse que pode, muitas vezes, intensificar a sensação de dor”. 

Vida com cor na coluna de causa autoimune

Viver com dor na coluna de causa reumatológica pode ser um desafio.

No entanto, a Dra. Daniela Moraes destaca: “Com o tratamento adequado e o apoio certo, é possível levar uma vida plena e ativa”.

Ela sugere a busca por apoio de grupos de suporte, a aprendizagem sobre a condição, e a comunicação aberta com o médico sobre quaisquer mudanças nos sintomas para o melhor manejo da doença. 

Mitos e verdades sobre de doenças autoimunes

Há vários mitos em torno da dor na coluna de causa reumatológica que podem dificultar a compreensão e o manejo adequado da condição. Dr. Rodrigo de Oliveira destaca alguns deles:

“Um mito comum é que a dor na coluna de causa reumatológica é apenas uma parte normal do envelhecimento, quando, na verdade é causada por condições reumáticas que precisam de tratamento”. 

Tratamento da dor na coluna de causa Reumatológica

O tratamento da dor na coluna de causa reumatológica depende em grande medida da condição reumática subjacente, da gravidade dos sintomas e da resposta individual do paciente ao tratamento.

É um processo multifacetado que pode incluir uma combinação de medicação, fisioterapia, mudanças no estilo de vida e, em alguns casos, cirurgia. 

Os medicamentos utilizados para o tratamento podem variar desde analgésicos simples, anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), corticosteroides, até medicamentos modificadores da doença reumática (DMARDs) e medicamentos biológicos. 

A fisioterapia é outra parte crucial do tratamento.

Ela ajuda a melhorar a mobilidade, a fortalecer os músculos, a melhorar a postura e a aliviar a dor. A terapia ocupacional também pode servir para aprender técnicas para realizar atividades diárias sem agravar a dor. 

Quanto às mudanças no estilo de vida, a prática regular de exercício físico, uma alimentação saudável, a manutenção de um peso corporal ideal e o abandono de hábitos nocivos, como fumar, podem desempenhar um papel importante no manejo da dor na coluna de causa reumatológica. 

Em casos graves, quando os tratamentos conservadores não fornecem alívio suficiente, a cirurgia pode ser uma opção a ser considerada. No entanto, isso é geralmente considerado como último recurso. 

Dr. Rodrigo de Oliveira, especialista em reumatologia, reforça:

“Cada caso é único e requer um plano de tratamento individualizado.

O mais importante é estabelecer uma boa comunicação com o seu médico para discutir as opções de tratamento disponíveis e decidir o melhor curso de ação para você”. 

Este é apenas um panorama do tratamento para a dor na coluna de causa reumatológica.

Estamos ansiosos para apresentar um artigo mais detalhado sobre este tópico, escrito pelo Dr. Rodrigo de Oliveira, que oferecerá um conhecimento mais profundo sobre as opções de tratamento disponíveis e as mais recentes pesquisas na área. Fique atento para esse conteúdo futuro! 

Resumo

A dor na coluna de causa reumatológica é uma condição que afeta milhões de brasileiros.

Embora possa ser um desafio viver com essa condição, o tratamento adequado e um estilo de vida saudável podem ajudar a gerenciar os sintomas e permitir que os indivíduos levem uma vida plena e ativa.

Como sempre, se você suspeita que pode estar sofrendo de dor na coluna de causa reumatológica, o melhor curso de ação é procurar a opinião de um especialista em reumatologia. 

Perguntas frequentes sobre dor na coluna de causa reumatológica

1. Qual é a causa da dor na coluna de causa reumatológica?

A dor na coluna de causa reumatológica é geralmente causada por inflamação das articulações da coluna devido a condições reumáticas, como artrite reumatoide ou espondilite anquilosante. 

2. Quais são os principais sintomas da dor na coluna de causa reumatológica?

Os sintomas mais comuns incluem dor nas costas que piora com o repouso, rigidez matinal que melhora com a atividade, dor que se irradia para as nádegas e, em alguns casos, perda de flexibilidade da coluna. 

3. Como é diagnosticada a dor na coluna de causa reumatológica?

O diagnóstico é feito através de uma combinação de exames físicos, histórico médico do paciente e exames de imagem, como raios-X, ressonância magnética ou tomografia computadorizada. 

4. Quais profissionais devo procurar se suspeito de dor na coluna de causa reumatológica?

Você deve procurar um reumatologista, o profissional médico especializado no diagnóstico e tratamento de doenças reumáticas, incluindo a dor na coluna de causa reumatológica.

5. Qual é o tratamento para dor na coluna de causa reumatológica?

O tratamento pode incluir medicamentos, fisioterapia, mudanças no estilo de vida e, em casos graves, cirurgia. O tratamento é personalizado para cada paciente, dependendo da condição reumática subjacente e da gravidade dos sintomas. 

6. A dor na coluna de causa reumatológica é uma doença comum?

Sim, é uma condição comum que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, incluindo no Brasil. 

7. A dor na coluna de causa reumatológica pode ser prevenida?

Embora não exista uma maneira garantida de prevenir a condição, a manutenção de um estilo de vida saudável e a prática regular de exercícios podem ajudar a reduzir o risco.

8. Existe cura para a dor na coluna de causa reumatológica?

Não existe cura para a dor na coluna de causa reumatológica, mas o tratamento pode ajudar a gerenciar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. 

9. A dor na coluna de causa reumatológica é uma doença progressiva?

Sim, sem o tratamento adequado, a condição pode progredir e causar danos permanentes à coluna.

10. A dor na coluna de causa reumatológica é uma doença que afeta apenas idosos?

Não, a dor na coluna de causa reumatológica pode afetar pessoas de todas as idades, embora seja mais comum em adultos de meia-idade.

Dr Rodrigo Reumatologista responde:

11. Exercícios podem auxiliar no tratamento da dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, exercícios de baixo impacto como a natação, ioga e alongamento podem ajudar a fortalecer os músculos da coluna, melhorar a mobilidade e diminuir a dor. No entanto, é importante realizar esses exercícios sob orientação profissional para evitar lesões.

12. Qual a diferença entre um reumatologista e um ortopedista?

Ambos são especialistas em condições musculoesqueléticas, mas o reumatologista se concentra mais nas condições autoimunes e inflamatórias que afetam as articulações e os tecidos moles, enquanto o ortopedista se concentra em condições que afetam o sistema musculoesquelético, incluindo os ossos, ligamentos, tendões e músculos. 

13. Dor na coluna de causa reumatológica é uma doença crônica?

A maioria das doenças reumatológicas que causam dor na coluna são crônicas, o que significa de longo prazo. Embora não haja cura, o tratamento pode ajudar a gerenciar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. 

14. Existem medicamentos para tratar a dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, existem diversos medicamentos que podem ser utilizados para tratar a dor na coluna de causa reumatológica, incluindo analgésicos, anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), corticosteroides e medicamentos imunossupressores. 

15. O estresse pode agravar a dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, o estresse pode agravar a dor na coluna de causa reumatológica. Isso ocorre porque o estresse pode provocar uma resposta inflamatória no corpo, o que pode piorar os sintomas das doenças reumatológicas. Portanto, é importante incorporar técnicas de gerenciamento de estresse, como meditação e relaxamento, na rotina diária. 

Dra Carini Otsuzi, responde:

16. Dor na coluna de causa reumatológica pode ser confundida com outras condições?

Sim, a dor na coluna de causa reumatológica pode ser confundida com outras condições que também causam dor na coluna, como hérnia de disco, osteoporose ou mesmo lesões musculares. É por isso que é crucial buscar uma avaliação médica apropriada para o diagnóstico correto. 

17. Quais são as possíveis complicações se a dor na coluna de causa reumatológica não for tratada?

Sem tratamento adequado, a dor na coluna de causa reumatológica pode levar a complicações graves, incluindo deformidades da coluna, diminuição da mobilidade, problemas respiratórios e, em casos extremos, incapacidade física. 

18. O que causa a dor na coluna de causa reumatológica?

A dor na coluna de causa reumatológica é geralmente causada por doenças autoimunes, nas quais o sistema imunológico do corpo ataca seus próprios tecidos, incluindo as articulações da coluna. Isso leva à inflamação e à dor. 

19. Dor na coluna de causa reumatológica é uma condição genética?

Algumas doenças reumatológicas que podem causar dor na coluna têm um componente genético, o que significa que podem ser passadas de pais para filhos. No entanto, fatores ambientais, como infecções ou estresse, também podem desempenhar um papel. 

20. Dor na coluna de causa reumatológica é uma condição que afeta mais homens ou mulheres?

A prevalência de dor na coluna de causa reumatológica pode variar dependendo da doença reumatológica específica. Algumas doenças reumatológicas, como a artrite reumatoide, são mais comuns em mulheres, enquanto outras, como a espondilite anquilosante, são mais comuns em homens. 

21. Como é feito o diagnóstico de dor na coluna de causa reumatológica?

O diagnóstico é feito com base nos sintomas do paciente, no exame físico e em exames de imagem como a ressonância magnética. Também podem ser realizados exames de sangue para identificar marcadores de inflamação ou autoanticorpos. 

22. A fisioterapia pode ajudar no tratamento da dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, a fisioterapia pode ser uma parte valiosa do plano de tratamento. Ela pode ajudar a aliviar a dor, melhorar a mobilidade e a força muscular, e ensinar ao paciente técnicas para proteger a coluna vertebral durante as atividades diárias.

23. Qual o papel da dieta no tratamento da dor na coluna de causa reumatológica?

Embora a dieta por si só não possa curar as doenças reumatológicas, uma alimentação saudável e equilibrada pode ajudar a gerenciar os sintomas e promover a saúde em geral. Alguns pacientes podem se beneficiar da redução de alimentos pró-inflamatórios, como açúcares e gorduras saturadas, e do aumento da ingestão de alimentos anti-inflamatórios, como frutas e vegetais.  

24. Quanto tempo leva para o tratamento da dor na coluna de causa reumatológica surtir efeito?

O tempo para perceber a melhora varia de pessoa para pessoa e depende da gravidade da doença, do tipo de tratamento iniciado e da resposta individual do paciente ao tratamento. Em geral, pode levar algumas semanas ou meses para perceber uma melhora significativa.

25. Existem grupos de apoio para pessoas com dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, existem diversos grupos de apoio e organizações que oferecem recursos para pessoas com doenças reumatológicas. Eles podem oferecer uma variedade de serviços, incluindo aconselhamento, educação sobre a doença, dicas de manejo do estresse e oportunidades para se conectar com outras pessoas que estão passando por experiências semelhantes.

26. Quais são os efeitos colaterais comuns dos medicamentos utilizados no tratamento da dor na coluna de causa reumatológica?

Os efeitos colaterais variam dependendo do medicamento específico. Alguns efeitos colaterais comuns incluem náusea, dor de estômago, aumento do risco de infecções e alterações no humor. Sempre é importante discutir os potenciais efeitos colaterais com o seu médico antes de iniciar qualquer novo medicamento. A decisão deve ser compartilhada entre o médico e o paciente. 

27. Exercícios de fortalecimento muscular são indicados para quem tem dor na coluna de causa reumatológica?

Sim, exercícios de fortalecimento muscular são muitas vezes uma parte importante do plano de tratamento. Fortalecer os músculos ao redor da coluna vertebral pode ajudar a proporcionar um melhor apoio para as articulações, reduzindo assim a dor e a inflamação. 

28. O que é uma crise de dor na coluna de causa reumatológica e como lidar com ela?

Uma crise é um aumento súbito e grave da dor. Durante uma crise, é importante descansar e evitar movimentos que agravem a dor. Medicação para a dor pode ser usada conforme indicado pelo seu médico. Se a crise persistir ou for muito grave, é importante procurar atendimento médico. 

29. Existem cirurgias para tratar a dor na coluna de causa reumatológica?

A cirurgia é geralmente considerada como último recurso, quando outras opções de tratamento não foram eficazes. A necessidade de cirurgia depende da localização e da gravidade do dano à coluna vertebral. As cirurgias podem incluir a remoção de partes do disco intervertebral ou da coluna vertebral, ou a fusão de duas, ou mais vértebras.

30. Quais são as complicações a longo prazo da dor na coluna de causa reumatológica se não tratada?

As complicações a longo prazo podem incluir a progressão do dano à coluna vertebral, resultando em dor crônica e incapacidade. Em alguns casos, pode ocorrer deformidade da coluna vertebral. Outras complicações podem incluir problemas respiratórios se a doença afetar a parte superior da coluna, e problemas cardíacos ou renais se a inflamação se espalhar para outros sistemas do corpo. 

Reflexão Final

Entender a dor na coluna de causa reumatológica não é simples, mas com a orientação correta e o cuidado médico adequado, você pode gerenciar efetivamente os sintomas e viver uma vida saudável e ativa. 

Agradecemos a valiosa contribuição de nossos especialistas convidados, Dr. Rodrigo de Oliveira, Dra. Carini Otsuzi e Dra. Daniela Moraes, e esperamos que as informações fornecidas neste artigo sejam úteis para você. 

Encorajamos a interação de nossos leitores!

Deixe seus comentários, perguntas e experiências abaixo. Estamos aqui para apoiar você em sua jornada de saúde.

Leia mais sobre: https://medicina.ribeirao.br/2023/07/22/como-a-cirurgia-de-coluna-minimamente-invasiva-pode-mudar-sua-vida/

Dr. Rafael Vinícius Otsuzi Médico pela Universidade de São Paulo - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Residência Médica: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - HC - FMRP USP Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) Título de Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

Ver comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Compartilhar
Publicado por
Tags: Artrite dor na coluna Exercícios fisioterapia prevenção Reumatologia sintomas Tratamento

Postagens recentes

  • Medicina e Saúde

Aproveite o Sol e Alimentos Ricos em Vitamina D

Você já parou para pensar no papel vital que a vitamina D desempenha em nossa…

2 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Frutas Cítricas para Aumentar a Absorção de Minerais

Frutas cítricas, com seus sabores vibrantes e aroma fresco, são mais do que apenas um…

3 semanas atrás
  • Medicina e Saúde
  • News
  • Notícias

Água Engarrafada e a contaminação por Nanopartículas de plástico

O estudo recente sobre a presença de nanoplasticos em água engarrafada, publicado no Proceedings of…

4 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Hidradenite: o que é, causas, diagnóstico e tratamento

Hidradenite, frequentemente subestimada e pouco conhecida, é uma condição dermatológica crônica que desafia não apenas…

4 semanas atrás
  • Doenças Infecciosas
  • Medicina e Saúde

Infecção pelo HTLV: Uma visão geral

O vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) é um agente infeccioso que, apesar de…

4 semanas atrás
  • Medicina e Saúde

Pé de Atleta: Compreendendo a micose dos Pés

A Micose dos Pés ou Tinha dos Pés, comumente referida como "Pé de Atleta", é…

4 semanas atrás