Dicas para vestibulandos

Hoje vou escrever para todos que tem um concurso ou prova importante no futuro, principalmente para os vestibulandos.

web-girlboystudents

Vou relembrar com prazer meu ano de cursinho e tudo que fiz que me foi útil. Ao final, vou dar uma dica que acho importante para todos os alunos que estão se preparando para  vestibulares bem concorridos.

Primeiro Passo – Definir um objetivo

´´Toda caminhada começa com um simples passo´´

 

Antes de mais nada é preciso ter um objetivo fixo em mente e direcionar o foco para esse objetivo.

No meu caso, meu objetivo foi seguir o exemplo do meu falecido pai que conseguiu passar na USP mesmo tendo estudado em curso técnico público durante o colegial.

E no final de 2000 já com meu objetivo traçado, fiz as malas, prestei concurso de bolsa para um cursinho direcionado para as provas da Fuvest e segui rumo a Ribeirão Preto.

 

Segundo passo – Foco e pequenos sacrifícios

web-carregando-livros

Cursinho me representou um ano de extensas mudanças, mas que valeram muito a pena.

É impressionante como um ano de cursinho passa rápido…voando!

Então…por mais que pareça difícil somente estudar, na verdade depois que passa não é tanto assim…

Para mim, no começo, foi difícil sair da minha vida em Alfenas e mudar para uma cidade onde somente conhecia uma pessoa que iria dividir uma quitinete comigo.

Ficaram de lado, os amigos, os meus esportes (adorava jogar tênis e ir ao clube), a família, coloquei um ponto final em um namoro que não daria certo, e fui atrás do meu caminho profissional tão desejado!

E iniciei em 2001, minha nova e temporária fase de foco total nos estudos em Ribeirão Preto!

 

Dica essencial – Deixar de lado as distrações

web-estudando

Como era minha vida no cursinho?

Ao sair de Alfenas para Ribeirão Preto, morei em uma kitnet onde somente tinha o básico para sobrevivência (risos). Cama, cozinha, banheiro e uma escrivaninha.

Nada de TV

Nada de computador

Nada de celular

Nada de telefone fixo

Nada de internet

Agora me pergunto:

É possível viver um ano sem WhatsApp, internet, celular, computador, TV?

…Hoje em dia penso ser bem mais difícil, mas foi assim meu ano de cursinho. Cortei todas as distrações para focar nos estudos.

Ligava para minha mãe do orelhão em frente ao prédio onde morava. E quando precisava de internet caminhava até a Lan house mais próxima. Coisas do passado!

O resumo de tudo isso, é que sem todas essas distrações, o que me restava era estudar….estudar com qualidade!

 

Você deve estar perguntando: Mas Rafael, você só estudava?

Estudava bastante, mas mantive uma rotina de academia (corrida e musculação) 3x por semana, que me fazia muito bem. Não era tempo perdido, pois acredito ao frequentar a academia, me dava mais animo de estudar e contribuiu positivamente para meu desempenho final.

E Baladas?

Sem baladas….você que está no cursinho…saiba que vai ter muitas festas quando passar na faculdade, ano de cursinho na minha opinião, não é para perder tempo indo em baladas.

Para dizer que não sai nenhuma vez no ano de cursinho. Abri uma exceção e fui em um show de uma banda que gostava.

E quando queria distrair, pegava um cinema e cheguei a ir 03x ao teatro. (confesso nem tenho muito hábito de ir ao teatro, mas era uma opção de distração noturna sem perder o foco nos estudos).

Vai ter alguém que vai falar que sair uma vez por semana não vai atrapalhar. Será? Pode ser que sim, pode ser que não….mas imagina se o cara conhece uma garota que o faça perder o foco nos estudos? Melhor não dar chances a desvios do seu objetivo nesse momento tão importante. Encontrar uma pessoa certa, muitas vezes acontece na faculdade…quem entrou sabe disso!

Resumo- Fuja das baladas e use isso como um estímulo a mais para passar no vestibular porque festas na Universidade para comemorar sua passagem na faculdade não vão faltar.

 

Vamos pular para o resultado?

web-histograma-fuvest
Alguém sabe conseguir entender esse gráfico?

 

web-aprovado-2

 

Agora você que leu tudo isso até aqui deve estar perguntando: Rafael, você só contou do seu ano? E as dicas que prometeu para eu ser aprovado?

 

Vamos lá então:

 

Primeira dica – Se conhecer bem.

web-dicas

Eu tenho hábito de render melhor a noite do que de manhã.

Decidi fazer cursinho á tarde, e a noite sempre foi meu horário preferido de estudos, principalmente por não ter distrações. Estudava até ficar com sono e isso vai ser algo que vou detalhar e vai ser importante….

Dormia na maioria dos dias por 08horas, exceto os dias que fazia curso de redação pela manhã. E com exceção de poucas vezes quando tinha aulas dos livros da Fuvest.

Dai vem outro detalhe importante: é preciso se conhecer bem e saber quais seus pontos fracos.

Sempre fui muito bom de física, química, matemática e biologia. Mas redação era meu maior medo. Redação me tirou da Unicamp. Redação me tirou no vestibular de 2000 (quando estava no 3º ano) da Federal de Juiz Fora (Medicina).

Sabendo que a redação poderia ser meu calcanhar de Aquiles, não poupei esforços e paguei um bom curso de redação em Ribeirão Preto. Como eu tinha 60% de bolsa no cursinho, eu pude me dar ao luxo de pagar um bom curso de redação me custava mais uns 40% do total de gastos com educação no mês.

dicas2

Segunda dica – Conhecer o “inimigo” que vai enfrentar

Tendo em mente seu objetivo

Focado nos estudos

Chegou a hora de conhecer o inimigo e para isso fiz uma coisa que me lembro bem:

Fiz o download de todas as provas que já haviam existido da FUVEST

web-mao-e-caneta

Resolvi todas as provas

Mas não só resolvia as provas, como também estudava o resultado.

Isso me ajudou a conhecer o estilo da prova, acostumei a ter ritmo de prova, ou seja, quanto tempo poderia gastar em cada matéria. Enxerguei meus pontos fracos.

Percebi que inglês e geografia estavam sendo outros pontos fracos junto com redação.

Tenho certeza que ter feito todas as provas da FUVEST me ajudou muito a passar. Ganhei o feeling de como eram feitas as questões e mesmo que não tivesse certeza da resposta, ganhei o intuito de tentar analisar o que o examinador desejava como resposta.

Saúde é fundamental!

Isso acho que nem preciso dizer, mas é bom confirmar. Manter uma boa saúde, com alimentação, sono, atividade física é mais do que importante. Exercício físico

Por dormir bem, alimentar corretamente e fazer exercício físico, somente fiquei doente uma vez no ano todo. Tive uma amigdalite que me fez perder um dia de aula, nada mais. E lembro que pela primeira vez encontrei um médico dermatologista bom, que me ajudou a tratar a minha acne que piorou bem na época do cursinho. Visão geral sobre Acne

Em breve vou fazer um artigo sobre sono!

 

Voltando ao assunto cursinho, quais vestibulares eu prestei?

duvida-no-caminho

Fuvest

Unicamp

Unifesp

Unesp

Não quis prestar muitas faculdades, na verdade meu foco era Fuvest, somente li os livros que a Fuvest pedia, pois tinha que aproveitar o máximo possível o tempo.

Concentrei tudo no que a Fuvest exigia de conhecimento.

Acabei ficando mal colocado na Unicamp e Unifesp, mas ainda consegui passar na Unesp- Botucatu.

 

Rafael , você disse que  fez curso de redação e cursinho, algo mais te ajudou?

Sim, um dia por semana eu frequentava as aulas gratuitas para preparação para o ITA

Eram exercícios superdifíceis que o cursinho julgava que não iria cair na Fuvest.

Mas eis que houve uma boa surpresa. No meu ano, a prova de matemática foi uma das mais difíceis dos últimos tempos. Acredito que esse cursinho extra para o ITA me ajudou a conseguir alguns pontinhos valiosos.

 

Como foram as provas?

web-prova.jpg

Antes de falar sobre as provas, eu ainda me recordo bem sobre o dia anterior a prova da Fuvest.

O que você acha que eu fiz? Estudei muito?

Errado, um dia antes da prova eu já me sentia bem preparado….chega de estudar….momento de relaxar e deixar a cabeça fresca para as 04 horinhas de prova.

Um dia antes da prova reunimos uns colegas de cursinho. Um deles levou violão e fizemos uma rodinha em frente ao prédio.  Ficamos conversando e tocando violão. No outro dia fui assistir Senhor dos Anéis ( A sociedade do Anel) no cinema.

 

E sobre as provas?

fuvest-logo

Na minha época era separado:

Prova 01: Matemática, Geografia, História e Biologia

Prova 02: Física, Química, Inglês, Português.

 

Mesmo tendo passado tanto tempo, lembro muito bem de fazer a prova de matemática.

Tinha 04 horas para fazer as 04 matérias.

Eis que veio uma prova de matemática muito complicada. Mas eu sabia que seu eu estava achando difícil, então seria difícil para todo mundo. E era nesse ponto que poderia disparar na pontuação. Juntei toda minha concentração e gastei 02 horas nessa desafiadora prova de matemática.

Biologia que era muito fácil, gabaritei em uns 15 minutos mais ou menos. Prova fácil é um problema porque você tem obrigação de ir bem. Se for bem vai ficar igual os outros que foram bem, ser for mal fica para trás.

Geografia não fui muito bem. Era meu ponto fraco e ainda por cima sobrou pouco tempo.

Em História eu fiz uma pontuação razoavelmente boa.

Esse manejo de tempo de prova, cada um adquire justamente fazendo provas. Relembrando que eu tinha simulado todas as provas da Fuvest, cronometrando tempo e tudo mais como se foi uma prova verdadeira. Além de fazer relatórios de desempenho.

Erro no tempo de prova pode tirar você do vestibular.

web-cronometro

 

E no cursinho, o que você (Rafael) lembra de que fazia diferente?

 

Tem algumas coisas que eu fazia diferente que imagino ter me ajudado. O vestibular é uma prova de concorrência. Não adianta você fazer 90% se muitas outras pessoas fizerem 91%.

Você tem que ter seu diferencial.

diferenciado

No meu caso eu era muito dedicado a física. Física e matemática me jogaram para cima na pontuação.

Nas aulas eu sempre estava adiantado em relação ao professor.

Ou seja, ao invés de conversar nos intervalos das aulas, já começava a resolver os exercícios de física da aula do dia.

web-banner

Dessa forma, enquanto o professor estava resolvendo um exercício, eu já tinha resolvido e já estava nos exercícios seguintes por conta própria. Só usava o professor para ver se tinha feito correto. Ou no caso prestava atenção em algum exercício que tinha dificuldade.

Assim, eu otimizava o tempo para aprender com os erros.  Era mais valioso ter algum exercício que eu errava e poder aprender na hora da aula do que somente ficar vendo o professor resolver o exercício sem saber se eu iria errar ou acertar se fosse na prova real.

 

Acho que consegui relembrar boa parte de como foi meu ano de cursinho, agora vou dar a dica em relação a algo que eu acho importante:

Acredito que todos que passaram em cursos concorridos, estudaram bastante.

Mas tudo tem um limite e um equilíbrio.

Vejo muitas pessoas que estudaram muito mais do que eu e no final não conseguiram passar.

 

Na vida quase tudo que é em excesso é prejudicial. E também aqui vai minha dica, estudar em excesso pode ser um desperdício de tempo e te levar a um baixo aproveitamento. Tudo isso é embasado cientificamente.

Por exemplo: você que está estudando há várias horas e fica muito cansado e com muito sono, mas resolve que vai varar a noite estudando e toma pó de guaraná, cafeína, etc…acha que está fazendo um bom negócio?

Você pode até fazer isso para alguma provinha de escola que precisa aprender algo rapidamente. Nesse caso você vai usar a memória de curto prazo e vai conseguir se dar bem.

Mas se você estudou em excesso e não teve um bom sono. Muito pouco do que você estudou vai ficar na sua memória de longo prazo e para uma prova mais distante como o vestibular, pode ser que você não se saia tão bem.

 

Para se sair bem provas de vestibular é preciso entender como o sono afeta a formação da memória de longo prazo.

web-sleep-learning_thinkstock

 

Vou tentar explicar o sono com dois exemplos:

 

Primeiro exemplo: uma pessoa que dorme uma quantidade adequada  de horas a noite?

Você que dorme bem em quantidade e com qualidade, vai passar por todas as fases do sono.

Vai chegar a uma fase do sono profundo, onde seus batimentos cardíacos e sua pressão arterial diminuem, seus músculos relaxam, sua atividade cerebral diminui e o resultado disso é que você descansa.

Nesse sono adequado você vai descansar seu corpo e se recuperar para o dia seguinte.

Logo após o sono profundo, surge o sono REM (do inglês Rapid Eyes Moviment). Nesse estágio do sono, seu cérebro volta a ter uma atividade mais intensa e ocorre uma organização da sua memória. É nessa fase do sono, que aquilo que você aprendeu no dia vai sendo fixado e se tornando um aprendizado de longa duração.

Prestando atenção no que falei já dá para entender de maneira simples a grande dica que quero dar.

 

Para quem ainda não entendeu completamente vamos ao segundo exemplo:

web-web-110323105211-large
SEGUNDO EXEMPLO

Você (aluno) que estuda em excesso, ficou estudando o dia inteiro e depois veio o sono e você continua sendo resistente achando que tem que estudar mais que os outros para passar na prova; então como um guerreiro você estuda mais, tenta tirar o atraso porque no dias anteriores você por algum motivo vacilou e não estudou muito. Dai você estuda até 01 hora da manha já bem cansado e acorda as 06h30.

Bom nesse caso você jogou um problema para seu organismo. Ele não terá tempo suficiente para ficar no sono repousante e no sono REM.

Então vai faltar um ou outro, ou até mesmo os dois.

Faltando sono de ondas lentas (sono profundo) você vai se sentir cansado no dia seguinte. Sentindo-se cansando você vai render menos.

Faltando sono REM você vai aproveitar muito menos do que estudou para o longo prazo e na hora da prova de vestibular.

Conclusão: vale mais a pena ter o hábito regular de estudar, do que perder alguns dias e tentar compensar depois com estudo em excesso.

Repito porque é importante, a privação do sono, mesmo que por um excesso de estudos, não é necessária para você ser aprovado.

web-sono-viver-bem-atividade-fisica

Vai falar que não conhece várias pessoas que estudaram feito condenados e não passaram…

 

 

Se fosse dar um exemplo imaginário, um exemplo inventado somente por didática:

Uma pessoa que estuda 08 horas por dia e dorme 08 horas

Vamos Estipular que ela teve um bom sono REM e que vai aproveitar 40% no longo prazo do que aprendeu no dia

Ou seja, terá 08h x 60min x 40% =  192 minutos de ´´aproveitamento´´

 

Uma pessoa que estuda 14 horas por dia e dorme 05horas

Vamos estipular que ela teve pouco sono REM e que vai aproveitar 15% no longo prazo do que aprendeu no dia

Ou seja, 14h x 60min x 15% =  126 minutos de ´´aproveitamento´´

Observação: esses dois exemplos eu inventei de forma didática e simplificada, pois na vida real é bem mais complexo e seria difícil quantificar em números. Mas espero que tenham percebido que estudar feito um louco não vai ser garantia de passar na faculdade.

 

 

Tudo isso que foi falado somente serve para quem está prestando vestibular?

Escrevi esse texto, principalmente para os vestibulandos, mas acredito valer também para outros tipos de concursos.

 

 

 

web-stear-for-entrance

 

Que sirva de estimulo a vocês vestibulandos!

Em vista de tudo isso, digo que esse ano de pequenos sacrifícios, de dedicação e planejamento vai ser um marco na vida de vocês, que vai valer muito a pena quando você conseguir transformar em realidade seu desejo.

Minha vida atual, minha esposa, muitas pessoas que conheci, minha profissão, tudo isso é consequência do esforço de 2001, um ano marcante de cursinho em que foi criado uma rotina de estudos que me fez crescer e entrar em um verdadeiro sonho que tive e foi realizado.

web-university

Desejo boa sorte para vocês e que saibam por fim que mesmo que não dê certo, a vida não é feita somente de uma opção, muitas pessoas encontram outras maneiras de se sentir satisfeita, passando ou não no vestibular…mas que não custa se dedicar ao máximo em um ano da sua vida, que como disse diversas vezes, passa voando e se torna boa recordação.

 

Equilìbrio

Foco

Planejamento

Dedicação

Esforço

Respeito ao seu organismo

Autoconhecimento

 

web-achieving-your-goals-for-success

#Publicado em fevereiro de 2017 por Dr. Rafael Otsuzi

http://www.rafaelotsuzi.com.br

Hoje fugi um pouco de dicas de saúde, mas já estou preparando post´s sobre saúde em geral, alimentação, saúde da pele, cardio, check-up´s e muito mais….

E se ainda sobrar um tempinho falarei das vantagens e desvantagens de ser médico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s