Dor no peito

VISÃO GERAL DA DOR –

Muitos pacientes pensam ser difícil saber o que fazer quando sentir dor ou desconforto no peito. ´´É um ataque cardíaco ou outro, problema menos grave?´´

web-dor-no-peito

Dor no peito pode ser um sinal de um ataque cardíaco. Se a dor é devido a doença cardíaca, é importante procurar ajuda e obter tratamento o mais rapidamente possível.

As causas mais importantes, sinais e sintomas típicos, testes diagnósticos e tratamento inicial da dor torácica serão analisados aqui

Quais as causas da dor no peito?

A dor no peito geralmente se origina de um dos órgãos do tórax (coração, pulmão ou esôfago) ou dos componentes da parede torácica (pele, músculo ou osso). Ocasionalmente, órgãos próximos ao peito, como a vesícula biliar ou estômago, podem causar dor no peito.

Angina Todos os órgãos e tecidos do corpo requerem oxigênio e nutrientes transportados no sangue. O coração bombeia oxigênio e sangue rico em nutrientes através de uma enorme rede de artérias em todo o corpo, que inclui vasos que fornecem sangue para o músculo cardíaco. Estes vasos, chamados artérias coronárias, situam-se na superfície do coração e se ramificam em vasos menores localizados dentro do músculo.

Em pessoas com doença coronariana, as artérias coronárias ficam entupidas com depósitos de gordura. Os depósitos, denominados placas, causam o estreitamento das artérias coronárias e podem impedir que uma quantidade normal de sangue rico em oxigênio chegue ao músculo cardíaco. Isso é chamado de isquemia cardíaca.

Angina” é o termo para dor torácica causada por isquemia.

A angina é ocorre mais comumente durante a atividade física, quando a freqüência cardíaca e a pressão arterial são aumentadas devido à demanda do coração por mais oxigênio.

A angina se desenvolve se a demanda de oxigênio excede a quantidade de oxigênio entregue ao músculo cardíaco pelas artérias coronárias.

Ataque cardíaco – Um ataque cardíaco, ou infarto do miocárdio, ocorre quando a superfície de cobertura de uma placa de gordura sofre ruptura. Pode formar-se um coágulo sanguíneo (trombo) na placa, que pode bloquear parcialmente ou completamente a artéria. Este bloqueio retarda ou bloqueia o fluxo de sangue para a área do músculo cardíaco alimentado por essa artéria. Se isso continuar por mais de 15 minutos, o músculo pode ficar danificado ou infartado (isto é, o tecido nessa área morre). Durante um ataque cardíaco, o paciente pode sentir um desconforto que é semelhante a um episódio de isquemia (angina), embora mais prolongado e intenso.

 

Como é a dor da angina ou do infarto? 

A dor torácica pode ter características variadas (peso, aperto, queimação), pode estar localizada em uma ou várias áreas (no meio do tórax, região do estômago, peito superior ou esquerdo, costas, braços, mandíbula, pescoço ou todo o peito), a dor pode piorar com esforço físico e melhorar com o repouso, e pode haver outros sintomas associados (sudorese, náusea, freqüência cardíaca rápida, falta de ar).

 

Como as pessoas descrevem a dor?

Características da dor – Pacientes com isquemia do coração são susceptíveis de relatar desconforto no peito, em vez de dor. Uma pessoa pode descrever sua dor como aperto, pressão, constrição, estrangulamento, queimação, plenitude no peito, nó no centro do peito, dor, peso no peito, ou como um sutiã que é muito apertado. Em alguns casos, o desconforto não pode ser descrito, mas o paciente pode descrever a dor colocando um punho no centro do tórax, conhecido como o “sinal de Levine”.

Pessoas com dor que não é devido a isquemia muitas vezes descrevem sua dor como agulhada ou pontada.

.
● Localização da dor –

web-dor-no-peito-03.jpg

A dor torácica isquêmica geralmente não é sentida em nenhum ponto específico, mas sim em todo o tórax. O paciente pode realmente ter dificuldade em descrever o local exato da dor. A dor cardíaca envolve frequentemente o centro do peito ou parte superior do abdômen.

Se a dor é sentida apenas no lado direito ou esquerdo, e não no centro do tórax, é menos provável que seja isquemia cardíaca (mas não exclui totalmente). Se o paciente é capaz de apontar com um dedo para uma área de dor, é improvável que seja causada por isquemia cardíaca.

.
● Irradiação da dor – A dor torácica da isquemia cardíaca geralmente se espalha para outras áreas da parte superior do corpo. Isso pode incluir o pescoço, garganta, mandíbula inferior, dentes (sensação como uma dor de dente), ou os ombros e braços. Às vezes, a dor é no dorso (entre as escápulas).

.
● Tempo da dor – A dor isquêmica tende a vir gradualmente e piorar ao longo do tempo; Geralmente dura de dois a cinco minutos após o repouso.

Em contraste, dor não-cardíaca pode começar de repente e sentir piorar logo no início. Muitas vezes não está relacionada com o esforço. A dor não-cardíaca pode durar apenas alguns segundos ou pode persistir por horas.

Dor que tem sido inalterada em gravidade e constante durante vários dias ou semanas é pouco provável de ser angina ou um ataque cardíaco (mas não exclui totalmente).

.
● Fatores que melhoram ou pioram a dor – O paciente será questionado cuidadosamente sobre coisas que tornam a dor melhor ou pior. Por exemplo, se a dor começa durante uma atividade que aumenta o esforço físico, como andar por escadas ou relações sexuais, e depois a dor é aliviada dentro de minutos de repouso, pode ser angina.

A razão para isso é que o exercício aumenta a necessidade do coração de sangue rico em oxigênio, e a necessidade diminui à medida que a pessoa descansa. Outras coisas que podem aumentar a demanda de oxigênio no coração incluem estresse emocional, exposição ao frio e esforço físico logo após uma refeição.
Se a dor é aliviada com nitroglicerina, um medicamento usado para tratar a angina, sugere (mas não prova) que a isquemia é a causa. Outras condições, especialmente espasmos musculares ou espasmo esofágico, também podem melhorar com nitroglicerina. Se comer uma refeição ou tomar antiácidos sempre alivia a dor, ela pode ser causada por um problema com o esôfago ou estômago.

Finalmente, a dor da isquemia geralmente não é afetada por tomar uma respiração profunda ou pressionando na área de desconforto. A dor isquêmica tende a ser a mesma independentemente da posição do corpo, embora alguns pacientes com isquemia sintam alívio ao sentar-se, especialmente se eles se inclinam para a frente.

 

Quais os sintomas associados?

Sintomas associados Pacientes com angina grave ou ataque cardíaco podem ter outros sintomas além do (ou mesmo em vez de) desconforto no peito. Esses podem incluir:
• Falta de ar
• Náuseas, vômitos.
• Transpiração
• Pele fria e pegajosa
• Freqüência cardíaca irregular ou rápida
• Palpitações
• Fadiga
• Tontura
• Desmaios
• Vago desconforto abdominal

 

Quais os fatores de risco cardíaco?

A probabilidade de que uma determinada pessoa está tendo isquemia é baseada em seus sintomas, exame físico, bem como o risco subjacente da pessoa de ter doença coronariana. Por exemplo, uma pessoa idosa com múltiplos fatores de risco, incluindo um infarto prévio, doença vascular periférica (claudicação), acidente vascular cerebral, tabagismo intenso, pressão alta, diabetes, colesterol alto e história familiar de doença cardíaca seria tratada como uma pessoa com alto risco de doença coronariana, apesar de apresentar sintomas que não são típicos da angina.

Por outro lado, se uma pessoa em uma categoria de risco muito baixo relata dor no peito, a possibilidade remota de doença coronariana não é ignorada, embora outras causas possíveis também sejam investigadas.

 

Saiba mais sobre outras causas de dor torácica, acesse aqui:  Outras causas de dor no peito
Dor na parede torácica – Um número de condições pode causar dor na pele, músculos, ossos, tendões, tecidos moles e cartilagem do peito.

.

● A atividade física que envolve os músculos do peito, especialmente quando é nova ou mais intensa do que o normal, pode causar dor nos músculos. A dor é mais duradoura do que a maioria dos episódios de dor isquêmica e muitas vezes piorá ou melhora de acordo uma determinada posição. Tomar uma respiração profunda pode piorar a dor, e pode apenas afetar uma área específica, localizada do tórax. Fazer uma pressão/palpação sobre esta área do tórax geralmente faz com que a dor se torne pior.
Às vezes, a cartilagem que liga as costelas ao esterno pode se tornar inflamada, causando dor. Isso é conhecido como costocondrite.

.
● Doenças como artrite ou fibromialgia também podem causar dor na parede torácica.

● Zoster (herpes zoster) afeta os nervos da parede torácica e pode ser bastante doloroso. Zoster, conhecido popularmente como cobreiro também provoca uma erupção cutânea dolorosa.

.
● Qualquer tipo de trauma, incluindo cirurgia recente, pode causar dor no peito.

.
● Esôfago – O esôfago é o “tubo” que liga a boca e a garganta ao estômago. Como o esôfago e o coração são servidos por alguns dos mesmos nervos, alguns casos de dor esofágica podem ser confundidos com isquemia cardíaca. Em alguns pacientes, a dor esofágica é causada por espasmo (contração) e pode ser aliviada por nitratos.

Uma série de condições pode causar dor no esôfago, incluindo:

Refluxo do refluxo gastroesofágico (DRGE) – O refluxo gastroesofágico, também conhecido como azia, faz com que o ácido do estômago retorne ao esôfago. Isso pode ser desconfortável ou doloroso.

Espasmo do esôfago e desordem de motilidade – Os músculos ao redor do esôfago contraem-se anormalmente, causando dor.

.
Esofagite – Inflamação do esôfago, por vezes devido a medicamentos.

.
Trato gastrointestinal – Uma série de problemas relacionados ao estômago e intestinos pode causar dor que se espalha ou até começa no peito, incluindo úlceras, doença da vesícula biliar, pancreatite e síndrome do intestino irritável.

.

Pulmões – Uma série de problemas relacionados com os pulmões pode causar dor no peito. Muitas patologias pulmonares irão causar dor que piora com a respiração.

.

Embolia pulmonar – Um coágulo sanguíneo nos vasos sanguíneos do pulmão. Isso quase sempre ocorre em alguém que está em alto risco para a desordem devido a cirurgia recente, repouso na cama, gravidez ou cirurgia pélvica recente, ou um vôo de avião de longa duração. A dor ocorre de repente, é acompanhada de falta de ar, e pode ser agravada com respirações profundas.

.
Pneumonia – Infecções nos pulmões podem causar dor, tosse e febre.

.

Dor pleurítica ou pleurite – Inflamação dos tecidos em torno dos pulmões pode ocorrer com uma doença viral ou como uma complicação de pneumonia, embolia pulmonar ou lesão no peito.

Outras causas de dor torácica, acesse aqui:    Outras causas de dor no peito

 

 

DIAGNÓSTICO DA CAUSA DA DOR

Como foi visto, existem muitas causas para dor no peito. Algumas sintomas sinalizam uma condição grave, como um ataque cardíaco, enquanto outros exigem avaliação, mas não são fatais.

A maioria das pessoas pensa que um ataque cardíaco é repentino, intenso e dramático, mas isso nem sempre é verdade. Muitos ataques cardíacos começam lentamente como dor leve ou desconforto, que aumenta a intensidade com o tempo. É comum que um paciente com ataque cardíaco tenha outros sintomas, como desconforto em um ou em ambos os braços, costas, pescoço, mandíbula ou estômago, falta de ar, suor frio. No entanto, alguns ataques cardíacos ocorrem sem esses sintomas. Estudos têm mostrado que as pessoas muitas vezes atrasam a procura de ajuda para um ataque cardíaco, porque eles pensavam que os sintomas não eram graves ou iriam embora.

O melhor conselho para qualquer pessoa com dor no peito é procurar ajuda imediatamente uma vez que cada minuto entre o início do infarto e tratamento significa aumento da perda de músculo cardíaco.

 

Quais os testes que podem ser realizados?

Eletrocardiograma Um eletrocardiograma, ou ECG, descreve o progresso da onda elétrica através de várias partes do músculo cardíaco. Em pessoas com dor torácica isquêmica, há muitas vezes alterações no ECG. Um ECG normal significa que um ataque cardíaco é menos provável, mas isso não é 100%.

Exames de sangue Os exames de sangue podem ser usados para medir certas enzimas normalmente encontradas no músculo cardíaco. Durante um ataque cardíaco, essas enzimas são liberadas das células do coração para dentro do sangue. Testes de enzimas cardíacas são geralmente repetidos ao longo de várias horas.

Teste de estresse ou Teste Ergométrico – Um teste de esforço é feito enquanto o paciente anda ou corre em uma esteira. Também é útil no diagnóstico de isquemia. Durante esse teste, o ECG é continuamente monitorado, procurando evidências de isquemia. Se um indivíduo é incapaz de exercer, um medicamento pode ser dado para acelerar o coração. Uma imagem da resposta do coração ao exercício muitas vezes será obtida com um ecocardiograma ou uma cintilografia.

Cateterismo cardíaco – O cateterismo cardíaco, também conhecida como angiografia coronária, envolve o uso de um pequeno cateter nas artérias coronárias, onde um contraste (corante) é injetado para mostrar o contorno de qualquer obstrução nas artérias cardíacas. A arteriografia é geralmente recomendada para pessoas que são consideradas como tendo um alto risco de obstrução da artéria coronária ou dependendo dos resultados dos testes descritos acima. Os resultados da arteriografia podem ajudar a determinar o melhor tratamento.

 

 A maioria dos casos de dor torácica que são avaliados no departamento de emergência não são causados por angina ou um ataque cardíaco.

 

QUANDO PROCURAR AJUDA?

web-logo-sbc

Se você tiver dor no peito que é nova, grave, prolongada ou se a dor no peito causar preocupação, procure atendimento médico urgente. Se alguém tiver uma dor no peito e perder a consciência, ligue 192 imediatamente.  Para um paciente com um ataque cardíaco, cada minuto é importante. Lembre-se, quanto mais rápido você chegar a um hospital, mais cedo você pode receber tratamento.

 

#Revisão da literatura atual: Novembro de 2018.

Clínica EndoCárdio

Sobre Dr. Rafael Otsuzi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s