Vacinação contra Covid-19 em Ribeirão Preto-SP – Pessoas com Comorbidades

Para que você não perca a oportunidade de vacinação contra Covid-19 caso tenha o direito a essa prioridade, nesse texto irei disponibilizar a lista completa das comorbidades incluídas como critério para vacinação no munícipio de Ribeirão Preto-SP.

Além disso, disponibilizo aqui:

=> Link com o modelo do atestado de comorbidades

=> Acesso ao vídeo em que detalho todos os grupos de hipertensão que foram priorizados, tentando fornecer informações importantes para incluir o maior número de pessoas a se vacinar.

=> Uma breve explicação sobre hipertensão com lesão em órgãos-alvo e o exame que auxilia no diagnóstico de hipertensão estágio 01 e que se melhor correlaciona com a lesão em órgãos-alvo do que a pressão de consultório.

Documentos médico a apresentar em caso de comorbidades e de acordo com a faixa etária:

  • Atestado ou relatório médico que comprove a condição clínica, ou
  • Atestado de comorbidades (modelo disponibilizado pela secretária municipal de saúde de Ribeirão Preto no link logo a seguir)

O que levar no dia?

Documento oficial com foto 
CPF 
Comprovante de endereço de Ribeirão atualizado 
O número do protocolo do agendamento   
O relatório médico ou atestado médico para vacinação comprovando a condição de saúde.

Relação dos grupos de comorbidades incluídas para vacinação contra Covid-19 no município de Ribeirão Preto-SP

Detalhes sobre os grupos de Hipertensão Arterial em vídeo informativo

Neste vídeo, vou explicar e detalhar o Grupo de hipertensão que foi dividido em 04 grupos diferentes:
✅Hipertensão Arterial Resistente
✅Hipertensão Estágio 03
✅Cardiopatia Hipertensiva
✅Hipertensão Estágio 01 ou 02 com lesão em órgãos-alvo e/ou comorbidades

O que é Hipertensão com lesão em órgãos-alvo?

Lesão de órgãos-alvo são lesões estruturais e/ou funcionais decorrentes da Hipertensão Arterial
em vasos, coração, cérebro, rins e retina, e/ou da existência de
doença cardiovascular ou doença renal estabelecidas no hipertenso.

Lesão em órgãos-alvo – achados anormais em exames, como por exemplo, no eletrocardiograma e no ecocardiograma.

Aproveitando que estamos falando de Hipertensão com lesão em órgãos-alvo, vale a pena informar, que no final de 2020 houve uma mudança nos valores de referência para diagnosticar valores anormais da pressão arterial pela Monitorização Residencial da Pressão Arterial. Dessa forma, passou a se considerar alterados, os valores a partir de 130mmHg (pressão sistólica) e/ou 80mmHg (pressão diastólica), tanto na média das 24horas do MAPA, como na média dos 05 dias do MRPA.

As medidas da Pressão Arterial obtidas pela Monitorização Residencial da Pressão Arterial (MRPA) apresentam melhores correlações com lesões de órgãos-alvo (rins, coração, cérebro) e eventos cardiovasculares, em comparação com as medidas obtidas em consultório.

6ª Diretrizes de Monitorização
Ambulatorial da Pressão Arterial
e 4ª Diretrizes de Monitorização
Residencial da Pressão Arterial – Sociedade Brasileira de Cardiologia • ISSN-0066-782X • 110, Nº 5, Supl. 1, Maio 2018
Dr. Rafael Vinicius Otsuzi
Médico pela Universidade de São Paulo – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP 
Residência Médica: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – HC – FMRP USP 
Especialista em Cardiologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) 
Título de Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.